SABÃO, ARTE E FILOSOFIA

terça-feira, 1 de novembro de 2011

AINDA EXISTE AMOR

Hoje a Miriane me escreveu com amor ao Ser Humano, por isso vou postar uma nova mensagem e uma receita diferente para limpar como o sabão.

EVOLUÇÃO

O conceito de Espírito Humano não deveria ser outro, senão a “Expressão Inteligente” do Universo, este é a síntese evolutiva, a própria essência manifesta em um Ser; justificativa suficiente para entendê-lo como objetivo universal é, sem dúvidas, o alvo pretendido pela criação. Estas são bases incontestáveis contrapondo-se ao acaso. A conversão em vida é a própria manifestação da Inteligência.

O suporte de sustentação desta é, e nãocomo não ser, a comunicação, fundamentalmente, ela expressa o Ser, o conhecemos através dela.

A vã tentativa de tolher a “Liberdade de Expressão” é meramente um meio brutal de buscar impedir a evolução do Espírito, método que violenta a Inteligência, entretanto, demonstra claramente sua verdadeira importância. O Espírito Humano não se extingue, quando muito (por analogia), se “O” comprime, elevando a “pressão” do saber acumulado, o que fatalmente virá a “explodircom intensidade equivalente às forças aplicadas para contê-lo, acrescidas da mais pura convicção fornecida pelas próprias forças opressoras.

Qual fonte de águas cristalinas, esta jorra aliviando a “sedeinsaciável do Espírito, irrigando os mais vastos campos do conhecimento, fazendo germinar, incessantemente, a semente da igualdade dos Seres, produzindo deslumbrantes floradas de Sociedades Evoluídas, as barragens que buscam contê-la, apenas aumentam seu potencial de abrangência, possibilitando-a “minarem todas as direções e, quando estesmuros” sucumbem “apodrecidos”, não suportando mais o peso da verdade, esta se mostra como luz balsâmica a todos que nela se envolvem, atenua as queimaduras dos oprimidos e abranda as chamas dos opressores.

A Liberdade de Expressão não é meramente conquista ou direito, transcendendo em muito tão singelo conceito, esta é inerente ao Ser, entidade subjetiva que “O” insere no contexto universal, verdadeira identidade do Espírito, é quem se apresenta como tal, o próprio Ser, tentar contê-la é o mesmo que obliterar a evolução ou aprisionar a essência que somos, limitar sua propagação seria comolaçar” a luz, oudesfazer” o tempo, engana-se totalmente quem assim procede, ao contrário dos que padecem por difundi-la muitas vezes oferecendo o “corpoem prol do Espírito, seu, do próximo e, acima de tudo, da verdade.

As sociedades repressoras alinham-se na História da Humanidade para servirem apenas como base estrutural do conhecimento, oferecendo evidência cada vez mais abrangente que são elas a pior escolha da civilização. A liberdade é antagônica, é a própria negação de uma ou poucas “vozes”, é sim..! a vontade maciça e natural de todos como fossem “Um”; a verdadeira Expressão do Ser emtodos”.

É a Liberdade de Expressão a única garantia de que a “verdademanifesta por minoria não é, de fato, quem pretende ser. Não nos cabe apenas o dever de almejá-la, porém, a necessidade inexorável de mantê-la, pois é ela nosso Ser, nossa Essência, é por Ela que imprimimos a nossa existência no Universo, afirmamo-nos pelo que manifestamos, não somos apenas o que sentimos, entretanto, o que transmitimos.

A verdade o será, sendo de todos, a liberdade em expressá-la assegura esta premissa.

Liberdade de Expressão, o único Patrimônio do Espírito.

Marcus Siviero

NOVA RECEITA
Uma dose de bons pensamentos; duas ou mais de alegria; muito, mas muito mesmo.., agradecimentos; uma generosa quantidade de boa vontade; eliminar todo e qualquer vestígio de egoísmo, vaidade, orgulho e hipocrisia; misturar tudo com o máximo amor possível e usar para limpar a alma, sentir-se forte e leve por muitos dias! Marcus Siviero

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

TABELA DE NEUTRALIZAÇÃO DOS GRAXOS

MATERIAIS GRAXOS I.S. NAOH KOH

Ácidos graxos do sebo 205 14,70 20,50

Ácidos graxos do palmiste 260 18,63 26,02

Ácidos graxos do coco 266 19,06 26,62

Ácidos graxos do rícino 188 13,44 18,80

Ácidos graxos da soja 199 14,25 19,90

Ácido esteárico 212 15,18 21,20

Oleína 202 14,45 20,20

Linhaça 193 13,80 19,30

Arroz 190 13,60 19,00

Girassol 193,5 13,83 19,35

Milho 191 13,64 19,10

Soja 192 13,70 19,20

Algodão 194 13,86 19,40

Amendoim 193,5 13,83 19,35

Mamona 181,5 12,97 18,15

Oliva 192 13,70 19,20

Palma 199 14,20 19,90

Banha (porco) 195,5 13,96 19,95

Sebo (bovino) 198 14,14 19,80

Sebo (de ossos) 191 13,64 19,10

Palmiste 248 17,70 24,80

Coco 253 18,07 25,30

Breu 178 12,70 17,80

Olha pessoal; eu tentei de todos os modos organizar uma tabela, mas descobri que o blog não é saboeiro e não permite de jeito nenhum, mesmo assim é possível entender a "mensagem" que ficou do "além"!!

TODOS QUEREM SABER; ENTÃO LÁ VAI!!!

Primeiro: Estão pedindo para eu enviar o livro sobre fabricação de sabonetes e há algum tempo atrás eu era “bonzinho” e enviava por e-mail!!

Bem..! Resolvi ficar mais bonzinho e disse que o livro já estaria no próprio blog, mas vocês não estão lendo, ora vejam só!!

Aí na guia ao lado está o endereço do PDF do livro à vontade “fiarada”, só não acha quem não lê tudo, vou repetir aqui; vejam:

https://rapidshare.com/files/3926643121/Sabao_Sabonete_e_Cia.pdf

Basta copiar e colar na barra de busca, vá lá, não perca tempo!!!

Segundo:

O que é noodles?? O que é sabão fundamental?? O que é sabão básico?? O que é sabão industrial??

Esse produto “ta” aí pelo mercado “facinho”.., “facinho”, mas custa uma bica e querem que você compre, por baixo, trezentos quilos.

Os Caras são espertos mesmo, “bão” vamos ser mais espertos que eles todos “tá”!!

“Vamo lá” gente, lápis e papel e comecem escrever, lá vai:

A base que vendem por aí é uma base de sebo que é uma porcaria, mesmo a melhor do mercado é totalmente “desglicerinada”, é lógico; senão “dindonde” vai o lucro monstruoso das multi, hã??

Tem uns “isperto” que diz “... a minha é vegetal!!!”

MENTIRA, MENTIRA SAFADA!!!

Em mil toneladas de sebo, colocam DOIS QUILOS E MEIO DE ÓLEO DE COCO!!! E VOCÊS PAGAM COMO SE FOSSE “VEGETAL” HAHAHAHAHA!!!!

“CRIDITA” BOBÃO!!!

Vou passar a receita dessa base (o noodles) e vocês mesmos fazem seu “noodles”:

De gordura de coco ou de palmiste:

(Dá no mesmo, são gorduras muito semelhantes)

01 kg de gordura de coco ou de palmiste refinada (é o que há de melhor).

0,18 kg de soda cáustica seca da melhor qualidade.

0,18 kg de água filtrada (nada de deionizada (isso é frescura desnecessária).

Com muito cuidado faça a solução da soda colocando nela a água.

Aqueça a gordura o suficiente para colocar o dedo nela sem ser queimado (quase quente).

Em uma vasilha grande o suficiente coloque com cuidado a solução de soda na gordura mexendo sem parar.

Quer que reaja rapidamente?

Misture na água fria 100 ml de álcool comum (sem essa de puro, ou de cereais, álcool de boa procedência e pronto).

Com cuidado vá colocando na soda seca essa mistura, vá devagar para não entrar em ebulição, nem espere esfriar depois de bem dissolvida misture tudo e em dois minutos tudo está pronto.

Essa base pode ser feita com estearina, com óleos diversos apenas observem a tabela que estou postando e que também está no livro, para não errarem a proporção.

Boa sorte e “voilá”!!!

Marcus Siviero.

COMENTE E DEIXE SEU E-MAIL

  • SEM O SEU E-MAIL NÃO TENHO COMO ENTRAR EM CONTATO